13 dicas para você contratar o seu plano de Previdência Privada

Por: Adilson A Melo Filho.

1- Não tenho disciplina financeira, a previdência privada é o ideal para mim?
A previdência privada é uma das formas de poupança de longo prazo oferecidas pelo mercado, mas o mercado também oferece outras formas de poupança de longo prazo, tais como tesouro direto, o que você deve estar atento é na relação tempo de permanência na aplicação x imposto cobrado sobre o resgate, neste caso, a previdência privada oferece uma vantagem em relação aos demais produtos.

2- Como a previdência privada é um investimento de longo prazo devo aplicar em um banco sólido?
A previdência privada é uma aplicação feita em seguradoras, ou seja, quando você aplica em previdência privada em um banco, você está aplicando em uma seguradora vinculada ao banco, mas lembre-se quem administra seu dinheiro é uma seguradora e não o banco.
A agência bancária é, apenas, local onde você vai ser atendido.

3- Então onde devo aplicar em previdência privada?
A previdência privada deve ser contratada em seguradoras, desta forma, o único profissional qualificado para lhe orientar da forma correta é o seu corretor de seguros, ele é o único profissional habilitado para realizar estas transações.

4- O Banco Central garante minha aplicação?
Não, como a aplicação é realizada em seguradoras, estas instituições são fiscalizadas pela SUSEP (Superintendência de Seguros Privados), a SUSEP é uma autarquia vinculada ao Ministério da Fazenda.
5- Se a Seguradora “quebrar” meu dinheiro não é garantido pelo FGC fundo garantidor de crédito?
Não, a SUSEP obriga todas as seguradoras a ter uma reserva técnica para garantir estas aplicações em caso de insolvência da Cia.

6- Então como devo escolher a melhor seguradora?
No Brasil algumas seguradoras são ligadas a bancos, porém, existem diversas seguradoras tão boas quanto ou até melhores que não possuem ligação com instituições bancárias e que possuem taxas bastante atrativas.
O seu corretor de seguros saberá lhe informar qual a seguradora mais adequada ao seu perfil.

7- Então como funciona a rentabilidade da previdência privada?
As seguradoras constituem ou se associam a fundos de investimentos com diversas características e destinados a diversos perfis de investidores, estes fundos podem aplicar a reserva do segurado de várias formas e repassam um percentual desses rendimentos para quem está aplicando, como por exemplo:
100% das aplicações em renda fixa;
70% em renda fixa e 30% em renda variável;
60% em renda fixa e 40% em renda variável;
Ou seja, existem inúmeras formas de composições que variam de seguradora para seguradora.
8- Como saberei qual o fundo mais indicado?
O fundo mais indicado é aquele que se adeque mais ao seu perfil de investidor, lembre-se o prazo de permanência e o valor aplicado influenciam de forma determinante na hora de se aposentar.
Você também deve estar atento as variações de rentabilidade dos fundos, geralmente fundos com composições em renda variável tendem a rentabilizar melhor no longo prazo.
9- E o que é cobrado pelas seguradoras para aplicar?
Existem basicamente duas taxas:
Taxa de carregamento: A taxa de carregamento é um percentual geralmente cobrado na hora da aplicação, essa taxa também aparece, eventualmente, caso você deseje realizar algum resgate antes do prazo.
Taxa de administração: Essa é uma taxa cobrada sobre a performance que o gestor do fundo tem, ou seja, na hora de lhe repassar a rentabilidade é cobrada uma taxa.
Normalmente quando você recebe sua rentabilidade ela já vem com essa taxa descontada.
10- Posso transformar minha aposentadoria em pensão para meus dependentes?
Sim, mas é cobrada uma taxa de reversibilidade, ou seja, para que seus dependentes possam receber você terá que contribuir mais ou por mais tempo.
Na maioria das previdências privadas você pode contratar diversos tipos de seguros de vida que possuem coberturas que vão de morte natural até invalidez parcial, passando por rendimento reversível ao cônjuge dentre outras coberturas.
11- Posso utilizar a previdência privada para me beneficiar na hora de declarar meu imposto de renda?
O governo tem total interesse em poupança de longo prazo e por isso ele criou alguns benefícios para quem faz a previdência privada, tanto do ponto de vista de descontos diferenciados na tributação do imposto na hora do saque como na hora de aplicar também.

12- Na hora da aposentadoria posso desistir e ficar com o dinheiro?
Sim, o dinheiro é todo seu. Se na hora de se aposentar você optar por resgatar a reserva não terá problema algum. Não precisa se preocupar com isso agora, deixe para decidir na hora de se aposentar.

13- E se eu passar por dificuldades durante o processo de contribuição posso paralisar o plano?
Sim, o plano de previdência pode ser paralisado a qualquer momento, a reserva continua sendo remunerada e posteriormente você poderá retomar suas contribuições.
Dependendo do valor de sua contribuição também é possível reduzir e depois aumentar, bem como realizar aportes esporádicos.

Para saber mais informações fale com um de nossos especialistas nosso chat https://goo.gl/aRzBAw ou ligue |81| 3426 8788 – |81| 3032 0022

AF Corretora.
Cuidando de Você!

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *