Pernambuco concorre à planta da BMW

Montadora estuda a abertura de planta com três estados brasileiros. Entre eles, Santa Catarina e São Paulo

Fonte: VRUM.com.br / Pernambuco.com

 

Publicação: 15/01/2012 00:01 Atualização: 16/01/2012 12:02

Renato Ferraz
Enviado Especial*

Detroit (EUA) — Após a catástrofe da queda nas vendas, a bonança. Reunidos no Salão de Detroit, executivos de empresas automobilísticas estão bastante otimistas quanto aos rumos do setor, exceto na Europa. A alemã Volkswagen, por exemplo, garante que irá vender cerca de 500 mil carros nos Estados Unidos, fato inédito em quatro décadas. A Ford pretende comercializar, em 2015, o dobro do registrado em 2010 em todo o mundo: 8 milhões de veículos. Controlada pela Fiat, a Chrysler deverá movimentar cerca de US$ 2 bilhões em 2012.

Em relação ao Brasil, as expectativas são ainda melhores. Até mesmo para marcas simbólicas de luxo. A Mercedes-Benz admitiu que pode retomar a produção de automóveis em Juiz de Fora (MG). Além disso, deverão ser abertas novas fábricas, como a da BMW, que negocia com dois ou três estados (entre eles, Pernambuco, que acaba de ganhar uma fábrica da Fiat). Florianópolis (SC) e o interior de São Paulo também estão na briga.

Lincoln MKZ Concept, um dos destaques do Salão de Detroit. A mostra internacional também exibe carros de luxo que circulam ou estarão em breve no mercado brasileiro (GEOFF ROBINS) 

Lincoln MKZ Concept, um dos destaques do Salão de Detroit. A mostra internacional também exibe carros de luxo que circulam ou estarão em breve no mercado brasileiro

A GM confirmou que lançará sete modelos este ano no país — entre eles, a nova S10. Deverão vir ainda o Sonic, em substituição ao Corsa, além do Cobalt automático e monovolumes para substituir Meriva e Zafira. Com portfólio envelhecido, a Chevrolet lançou no ano passado dois modelos globais — o Cobalt e o sedã Cruze, sucesso de vendas.

O presidente mundial da GM, Dan Akerson, aproveitou para rechaçar o protecionismo no país em favor de empresas que têm fábrica local. “O ambiente global melhorou. Mas essa questão continua a ser um jogo de baralho, em que cada um joga com as cartas que tem na mão. A GM manufatura no local que vende, contrata pessoas no lugar que produz”.

A gigante norte-americana evita divulgar os investimentos que fará no Brasil. Até o fim de 2012, apenas aplicará o que havia previsto no plano global divulgado há cinco anos, antes da séria crise que quase a abateu entre 2008 e 2009 — a GM se recupera bem em todo o mundo, a ponto de ter crescido nos EUA 14% em 2011. “O resultado antes do pagamento de impostos foi de US$ 1,2 bilhão no terceiro trimestre do ano passado”, disse Akerson.

 

+Veja galeria de fotos dos veículos do Salão de Detroit 2012

 

Importante
Em entrevista a jornalistas brasileiros, a presidente da empresa no Brasil, Grace Lieblein, usou seis vezes a expressão “estamos estudando”. “Não há muito o que dizer. A não ser que o Brasil é importante para nossos executivos e acionistas. Tanto que até a construção de outra fábrica é possível”, disse. A ampliação das unidades de São Caetano do Sul (SP) e de Gravataí (RS) é quase certa nos próximos cinco anos.

Várias marcas pretendem se instalar definitivamente no país. Do Japão, por exemplo, devem desembarcar a Mazda e a Lexus. Da China, que chegou ao Brasil provocando medidas protecionistas do governo, como o aumento do IPI para importados de montadoras que não têm fabrica no Brasil, pode vir a Geely.

Marcas consolidadas, como Fiat e Ford, também se movimentarão bastante, principalmente com relação a lançamentos de produtos de melhor qualidade e preços mais baixos para combater os asiáticos. Algumas estão renovando o portfólio de produtos — caso do Ford Fusion, apresentado na segunda-feira.

Ao mesmo tempo, as “recém-chegadas” ao Brasil se esforçam para ganhar participação no mercado também com novos modelos, como a Hyundai, com o i15, e a Toyota, com o Etios, que será concorrente do Gol e do Uno.

Esta entrada foi publicada em Sem categoria e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *